Segurança da (sua) Informação é o Maior Ativo

Espionagem Industrial

Posted by maiorativo em 19 de abril de 2010

Como todos sabem a espionagem industrial pode ser enquadrada sob os artigos 153 (divulgação de segredo) e 154 (violação do segredo profissional) do Código Penal. Onde então temos:

ART.153 – DIVULGAÇÃO de SEGREDO – Divulgar alguém, sem justa causa, conteúdo de documento particular ou de correspondência confidencial, de que é destinatário ou detentor, e cuja divulgação possa produzir dano a outrem:

Pena – detenção, de 1 a seis meses, ou multa

Parágrafo único. Somente se procede mediante representação.

ART.154 – VIOLAÇÃO do SEGREDO PROFISSIONAL – Revelar alguém, sem justa causa, segredo, de que tem ciência em razão de função, ministério, ofício ou profissão, e cuja revelação possa produzir dano a outrem:

Pena – detenção, de 3 meses a 1 ano, ou multa.

Parágrafo único. Somente se procede mediante representação.

Isto tudo me faz lembrar um caso ocorrido há uns 16 anos atrás em uma empresa que revendia programas de computador de várias outras empresas norte americanas aqui no Brasil.

A vaga para a contratação de um novo gerente de contas para a unidade de negócios de uma das principais desenvolvedoras de software daquela época estava aberta. Após um exaustivo, mas nem tão perfeito, processo seletivo, o novo gerente de contas foi contratado. Nele foram depositadas todas as estratégias comerciais e de marketing para toda a linha de produtos e, principalmente, a vertical de sistemas operacionais.

O novo gerente aparentava estar cheio de gás e uma de suas primeiras decisões foi a de encomendar aproximadamente 5.000 unidades de um software que estava prestes a ser descontinuado e substituído por uma nova versão. Mas o pedido passou assim mesmo pela diretoria da empresa.

Dito e feito

Passado um mês a matriz americana descontinuou toda a linha de um produto que havia chegado ao fim de sua vida mercadológica e com grande alarde iniciou a mega campanha de marketing baseada em seu mais novo hit de vendas.

Danos irreparáveis

O encalhe já era fato e o prejuízo seria entubado de alguma forma. Mas por quem? Claro que foi a empresa que teve que arcar com o rombo financeiro e também o dano à imagem. Claro! Todo o mercado ficou sabendo do erro estratégico em se adquirir um mico.

E o novo gerente recém contratado?

Este perdeu o seu emprego. Perdeu? Será? Ou apenas voltou para a sua confortável baia na empresa concorrente que conseguira infiltrá-lo em sua maior adversária? Pois este foi o boato que rolou no mercado todo logo após o “boyzinho que queria impressionar” ser absorvido pela rival em menos de uma semana.

Falência

Para a empresa que ficou com o mico foi o começo do fim. Fechou as portas 12 meses depois. Quanto à falência fraudulenta,…, esta é uma outra história.

Sua empresa possui segurança da informação?

Admin – 19/04/2010

Anúncios

Uma resposta to “Espionagem Industrial”

  1. Social comments and analytics for this post…

    This post was mentioned on Twitter by infosegura: @decisionreport Espionagem Industrial >>> https://maiorativo.wordpress.com/2010/04/19/espionagem-industrial/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: